Em celebração ao Dia da Água – dia 22 de março, a próxima edição da Revista 29HORAS, em parceria com o Movimento Ecoera e a plataforma A Moda Pela Água, aborda um dos temas mais pertinentes da atualidade, a água.

A revista, que está presente na 4ª maior ponte área do mundo, comunica diariamente diversos temas de extrema relevância com centenas de pessoas, e tem a sustentabilidade como uma importante pauta em suas escolhas.

 

 

Como já compartilhamos por aqui, plataforma A Moda Pela Água tem como objetivo unir empresas do setor da moda e consumidores finais em torno da SUSTENTABILIDADE. Essa iniciativa visa promover a transparência em toda cadeia da moda promovendo as boas práticas da indústria e disseminando o consumo consciente.

Ao longo dos últimos meses, importantes empresas do mercado se tornaram Guardiãs da Água e abriram suas agendas para diálogos e compartilhamentos de possíveis transformações que possibilitem impacto positivo para a produção de moda em todo o país.

Dentre elas estão: Farm, Vicunha, Damyller, Iniciativa Verde, Sou de Algodão, Grupo Lunelli, Marisa, H2O Company e ABIT. 

Chiara Gadaleta, que também é embaixadora do Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas), está presente nesta edição e direciona esforços para que a temática esteja cada vez mais difundida em nossa sociedade e alinhada aos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Como Chiara mesma diz: “Para cuidar é preciso conhecer!” Nada melhor que unir conhecimento, dados e pesquisas à um forte veículo de comunicação.

Chiara Gadaleta é fundadora do Movimento Ecoera e Embaixadora do Pacto Global da ONU.

Capa da edição de dezembro 2018.

Vale ressaltar também que, essa edição da Revista 29HORAS, leva o Selo Carbon Free Ecoera, uma certificação de que as emissões de gases de efeito estufa são compensadas por meio da recomposição da Mata Atlântica. Isso acontece através do plantio de árvores nativas de um dos biomas mais ricos em biodiversidade.

Com essa compensação, os benefícios alcançados são:

Combate ao aquecimento global – as árvores absorvem carbono durante o seu crescimento;

Conservação da biodiversidade brasileira – a floresta fornece alimento e proteção aos animais;

Manutenção de serviços ambientais – conservação de recursos como a água, o solo e o clima;

Conscientização da sociedade – sobre a importância da recomposição florestal;

Mudança de comportamento no ambiente corporativo – os empresários e os colaboradores são sensibilizados sobre a importância do tema;

Geração de renda no campo – os agricultores são remunerados para execução dos projetos;

Monitoramento online dos restauros florestais – toda a sociedade pode acompanhar o desenvolvimento das árvores por este site

O selo Carbon Free Ecoera é uma iniciativa desenvolvida pelo Movimento Ecoera em parceria com a  Iniciativa Verde

Para saber mais sobre o selo Carbon Free Ecoera envie e-mail para contato@portalecoera.com.br

Saiba mais através do vídeo disponibilizado pela plataforma:

 Foto: Iniciativa Verde | Revista 29HORAS | Chiara Gadaleta