FARM lança coleção RE-FARM com projeto permanente de jeans mais sustentável.

Produção de malha a partir de algodão certificado e tingimento natural, e parceria com Insecta Shoes também são destaque no lançamento

 

Não é novidade que o RE-FARM surpreende. E nesse mês de agosto não podia ser diferente: a iniciativa da FARM, uma das empresas Guardiãs da Água na MODA, para reduzir o impacto ambiental na cadeira produtiva da moda e repensar todos os processos produtivos da marca carioca traz seu primeiro projeto de jeans mais sustentável. Além disso, o lançamento do verão 2020 engloba uma nova malha e traz parceria inédita com a marca vegana Insecta Shoes. Tudo isso já está disponível nas lojas e no site.

“Quando o RE-FARM nasceu, há dois anos, já vislumbrávamos iniciativas que nos enchesse de orgulho e que fosse coerente com o caminho que temos escolhido trilhar em relação ao impacto da moda no meio ambiente, mas é claro que ter um lançamento com três iniciativas incríveis de uma vez traz ainda mais quentinho no coração. Ressignificamos o jeans e a malha e ainda fizemos uma parceria com a Insecta Shoes. É sobre tentar devolver à natureza toda inspiração que recebemos, sabe?” conta Katia Barros, diretora criativa da FARM.

Roupas feitas de jeans são as que mais gastam água para serem produzidas. Pensando principalmente nisso, todo jeans da FARM foi ressignificado e relançado, pela primeira vez – e de forma permanente, se propondo o desafio de ser o melhor jeans possível com 100% do algodão responsável brasileiro, certificação ABR e certificação BCI – Better Cotton Initiative. Além disso, ele é feito 100% feito no Brasil e lavado apenas com químicos certificados GreenScreen, que não agridem o meio ambiente. Com isso é economizado: 47% da água, 46% de energia, 36% horas de trabalho e 1,3 kgs de CO2.

 

E a malha, presente em grande parte das coleções da marca, ganhou versão também sustentável, 100% feita no Brasil com novos e inovadores processos produtivos a partir de algodão certificado, processo de amaciamento feito om óleo extraído da casca do arroz e lavadas com detergente de casca de laranja: “O colorido sempre fez parte do nosso DNA e o tingimento das malhas foi uma das partes mais interessantes desse processo. Ele contempla um processo todo natural, com corantes provenientes da natureza como anil (tom azul), urucum (tom laranja), clorofila (tom verde), carmim (tom vermelho) e cúrcuma (tom amarelo)”, explica Katia.

E para finalizar, tem parceria inédita e há tempos esperada na área: é a dupla com a Insecta Shoes, marca brasileira, vegana e ecológica de botas e sapatos que nasceu com a ideia de usar roupas vintage para criar sapatos do bem, coloridos, exclusivos e sem gênero. Juntas, e através do upcycling da sobra têxtil da FARM, elas deram vida à Argia, modelo queridinho da Insecta que a marca carioca coloriu com um mix de estampas de suas coleções antigas, reutilizando 165 m² de tecido. A ideia é unir consciência socioambiental e estética e garantir produtos com impacto visual, social e ambiental.

“Ressignificamos as peças de roupa que estavam paradas em estoque e os resíduos de tecido da nossa produção e transformamos em sapatos ecológicos. Para confecção das solas, os sapatos utilizam borracha reciclada excedente da indústria calçadista. É um conjunto de produção pensada com cuidado, respeito e ética. Estamos felizes demais de ter a Insecta como parceria. Há tempos, já queríamos estar juntas!”, finaliza Katia.

O RE-FARM acredita no poder do coletivo e das transformações diárias: estar a serviço da natureza é entender, antes de tudo, que somos ciclo. Vamos todos?

Para saber mais sobre a FARM:

http://farmrio.com.br

http://instagram.com/adorofarm

http://facebook.com/adorofarm

 

Para saber mais sobre a Insecta Shoes:

http://insectashoes.com

http://instagram.com/insectashoes

http://facebook.com/insectashoes