Primeiro dia da segunda edição do seminário FRUTO, é sucesso de público e começa com  casa cheia. O principal objetivo do evento é discutir sobre alimentação, consumo e pensar soluções para os dias atuais e os próximos anos.

Um dos palestrantes do dia foi, Helio Mattar, diretor do instituto Akatu, ONG criada para conscientizar e mobilizar a sociedade para o consumo consciente.  A grande questão levantada foi a insustentabilidade ambiental. Se continuarmos nesse ritmo de consumo em 20 anos precisaremos de 4 planetas terra para suprir essa necessidade.

” Consumo consciente é consumir com melhor impacto”.

O paleontólogo, Max Langer,  falou sobre Evolução vs Meio Ambiente, evolucionismo, equilíbrio natural e ambientalismo.Uma das apresentações mais comentadas do dia despertou uma nova maneira de pensar o evolucionismo. A maneira como o ser humano transforma o ciclo natural de muitas espécies e acontecimentos impedindo que as coisas possam fluir de maneira orgânica. Levantando a questão até mesmo  para  a sexta extinção em massa.

” É preciso aceitar a natureza e as espécies como elas são, e deixar que sigam seus ciclos naturais. O ser humano é parte da natureza e não melhor ou diferente dela”.

 

Realizado no Unibes Cultural o evento é organizado por Alex Atala e Felipe Ribenboim, e acontece entre os dias 25 e 27 de janeiro.

Para mais informações : FRU.TO