Já comentamos por aqui como os canudos – e outros plásticos de primeiro uso – são problemáticos para o meio ambiente e para nossa vida.

A vida útil de um canudinho é de, em média, quatro minutos. Só que no meio ambiente ele vive por centenas de anos, porque o plástico não é biodegradável.

As consequências são desastrosas: poluição, animais que confundem os pedaços de canudo com comida… Os canudos depois de um tempo se desfazem em pequenas partículas chamadas de micro plástico. São comidos por peixes e por nós, que acabamos ingerindo plástico por tabela também.

A boa notícia é que muitos estabelecimentos já estão mudando seus hábitos no Brasil e no mundo. E na Califórnia, nos Estados Unidos, está em tramitação um projeto de lei bem interessante. A ideia é que restaurantes que ofereçam canudos aos clientes possam ser penalizados com multas de de US$ 1.000 ou até seis meses de prisão. Só pra se ter uma ideia, nos EUA são usados cerca de 500 milhões de canudos por dia.

O projeto de lei, proposto por Ian Calderon, não vai banir o uso do canudo plástico.  Mas sim fazer com que só seja oferecido quando e se solicitado pelo cliente. No Twitter, o político postou: “Gostaria de esclarecer que o projeto de lei Straws Upon Request a) NÃO é um banimento; b) caso se torne lei, NÃO tornará crime para os atendentes que oferecerem canudos plásticos. Minha intenção é apenas aumentar a conscientização sobre os efeitos prejudiciais dos canudos plásticos em nosso meio ambiente”.

A Costa Rica é outro país que adotou como política pública o banimento deste tipo de plástico, veja mais detalhes desta medida com os parceiros da Ecosurf.

E você, quantos “não” já disse ao canudo (ou a outros plásticos de primeiro uso)? Uma de nossas editoras, Paulina Chamorro, está bem firme acompanhando esta causa. E ainda convida todos para fazer esta conta diariamente. No nosso espaço Inspire sua rede de relacionamentos tem esta e outra dicas.