Neste final de semana acontece o 21º Pop Plus, feira de moda e cultura plus size. No DNA do evento, estão a moda como identidade e dignidade, diversidade, representatividade, fortalecimento do empreendedorismo feminino, busca da autoestima e o respeito ao próximo.

A edição de inverno da feira rola hoje e amanhã (16 e 17 de junho), das 11 às 20h, no Club Homs, que fica na Av. Paulista, 735 – a 200m da estação Brigadeiro do Metrô. O Pop Plus leva ao Club Homs 77 expositores, de moda, acessórios, serviços e gastronomia, além de atrações como apresentações de dança, drag queens, DJs, exposição de arte e debates.

Nós conversamos com a idealizadora do evento, a jornalista Flávia Durante, que contou um pouquinho sobre o Pop Plus para a gente. Vem ver!

ECOERA – Como surgiu o Pop Plus?

O Pop Plus surgiu em 2012, de uma forma bem despretensiosa. Eu revendia biquínis GG no intervalo do trabalho, na casa das amigas, no salão de beleza, aquela coisa que todo mundo já fez para ganhar um dinheiro extra. Por conta disso, eu decidi fazer um bazar reunindo as marcas das amigas, que eu já consumia e que já faziam plus size, e outras marcas com propostas mais contemporâneas, mais autoral de moda plus size – que até uns 5, 6 anos atrás não existia, era aquela moda plus size mais comercial ou para esconder, disfarçar. Roupas sem modelagens bacanas, apenas cores escuras, sem estampas criativas, nada que tivesse a nossa personalidade, o nosso estilo. Porque até então ser gorda era sinal de ser velha e sem estilo. Então a gente quis provar que não era nada disso, que a mulher gorda também queria informação de moda e tendência como qualquer outra.

ECOERA – Qual a importância de um evento como o Pop Plus para o mercado, e claro, para as pessoas gordas?

O Pop Plus acabou tendo importância no mercado porque mostrou essa faceta da mulher gorda fashionista, que era totalmente ignorada, e para as mulheres gordas também se empoderarem, se entenderem como consumidoras de moda, a serem exigentes, se sentirem como pertencentes àquele universo que até então sempre excluiu a gente. A gente vai tentando evoluir a cada edição que passa, as marcas também. Hoje em dia, a consumidora plus size não aceita mais qualquer pano grande só para se cobrir, ela quer qualidade também. É bacana porque o Pop Plus ajudou a educar a mulher gorda para a moda.

ECOERA – O bazar cresceu bastante. A que se deve esse sucesso, essa procura, na sua opinião?

O bazar cresceu por conta dessa demanda reprimida ao longo de todos esses anos, porque a mulher gorda nunca foi vista como jovem, fashionista, fã de música, de cultura pop, tendência, viagens… e lá a gente mostra que é tudo isso também. Além de mercado de moda também propomos acolhimento – debates pertinentes às nossas questões, apresentações de dança, de música, de arte, para que as pessoas se inspirem e saibam que elas não estão sozinhas. Também por essa razão que o Mercado cresceu, modéstia à parte, temos feito um trabalho muito bacana tentando entender as necessidades de cada um. Não é porque é gordo que todo mundo tem que se vestir igual.

ECOERA – Qual os próximos passos da Pop Plus? Você tem planos para o futuro?

A gente acabou se tornando mais que uma feira de moda pluz size, nos tornamos um hub de conteúdo. Temos um site com pautas sobre moda plus size; temos um canal de video que estamos ativando; entre um Pop Plus e outro fazemos edições intermediárias temáticas (em janeiro tivemos duas vezes); fazemos a Pop Plus Pool Party, uma festa na piscina e mini bazar com moda carnaval e moda festa, que é sempre um super sucesso; fazemos as edições de brechó, inclusive fizemos um no Campo Limpo, com peças até 30 reais. Então temos feito ações para espalhar a moda plus size que ainda é muito elitizada. Então estamos vendo maneiras de ampliar cada vez mais as nossas garrinhas. Para o futuro, vamos nos manter em São Paulo, fazendo mais edições temáticas pelos bairros. Queremos fazer edição de lingerie, infant-juvenil, é só ter mais tempo de pensar e por em prática.

Conheça o Pop Plus! Acesse o site: popplus.com.br

 

SERVIÇO

POP PLUS
16 e 17 de junho
Das 11 às 20h
Club Homs – Av. Paulista, 735 – a 200m da estação Brigadeiro do Metrô