Estamos no mês da biodiversidade e essa é uma notícia emblemática para o nosso tema!

Recentemente, falamos do engajamento do ator Leonardo DiCaprio com o meio ambiente, e dar o nome dele ao besouro recém-descoberto é uma homenagem ao trabalho que vem sendo feito em prol da preservação da biodiversidade, por ele e pela Leonardo DiCaprio Foundation, que completa 20 anos.

________________________________________

da EFE Futuro

Leonardo DiCaprio alcançou o reconhecimento de sua profissão com um Oscar de melhor ator em 2015 por “O Regresso”, mas agora seus esforços em favor do meio ambiente lhe renderam uma honra que poucos podem se gabar: dar seu nome a um besouro recém-descoberto.

É um besouro da água, de acordo com o jornal digital ZooKeys, que afirma que “esta homenagem marca o vigésimo aniversário da Fundação Leonardo DiCaprio e seus esforços em prol da preservação da biodiversidade”.

O Grouvellinus leonardodicaprio foi descoberto em uma cachoeira na bacia de Maliau (Malásia) durante uma expedição de campo organizada por uma empresa dedicada a viagens de estudo científico para pessoas sem esse tipo de treinamento, a fim de encontrar espécies desconhecidas.

A Fundação Leonardo DiCaprio, de acordo com seu site, é dedicada à saúde e ao bem-estar a longo prazo de todos os habitantes da Terra e apoia projetos inovadores que protejam a vida selvagem vulnerável à extinção, enquanto restaura o equilíbrio dos ecossistemas. e comunidades ameaçadas.

Esta não é a primeira vez que um famoso “empresta” seu nome a uma espécie, embora geralmente seja feito devido à aparência do animal.

Animais “famosos”

Assim, há a mariposa Neopalpa donaltrumpi, na qual seu descobridor, o biólogo Vazrick Nazari, viu uma semelhança com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pelas escamas amarelas em sua cabeça que o lembraram do penteado do político.

Além disso, a menor mosca do mundo, descoberta na Amazônia brasileira, leva o nome de Megapropodiphora Arnoldi, em referência a Arnold Schwarzenegger, fisiculturista austríaco, ator e político.

Essa mosca tem pernas muito grandes em relação ao corpo, então seu descobridor, o entomologista americano Brian Brown, disse ao publicar sua descoberta que, assim que viu “aquelas pernas salientes”, ele soube que precisava nomear em homenagem a Arnold (Schwarzenegger).