Quando falamos em restaurante sem comida, pode parecer estranho, mas na verdade é bem simples. É só levar as traz as sobras de comida que ficam na geladeira e o chef David Hertz, da Gastromotiva, prepara pratos deliciosos e criativos.

Como parte de uma grande campanha para estimular e conscientizar a população sobre a importância de um mundo sem desperdício de alimentos, a Hellmann’s vai abrir, nos dias 30 e 31 de agosto – em parceria com o Programa Mundial de Alimentos da ONU, o Fruta Imperfeita e o Instituto Flor Gentil – o “Restaurante Sem Comida“.

Serão dois dias de eventos, para consumidores, jornalistas e influenciadores. O ingresso para participar? Sobras de comida!

Quem participar do evento poderá conferir detalhes da campanha e receber dicas de receitas e informações de como evitar o desperdício de alimentos, afinal “Comida é muito boa para ser desperdiçada!”. No lugar da conta, os participantes receberão a receita que o chef usou para “salvar” a comida que poderia parar no lixo.

O descarte de comidas em perfeito estado

O movimento Hellmann’s contra o desperdício de alimentos teve início com um filme da marca, planejado após pesquisa global da Unilever indicar que 61% dos brasileiros assumem descartar alimentos em perfeito estado. Segundo o levantamento, entre os mais desperdiçados estão os perecíveis: saladas (74%), vegetais (73%) e frutas (73%).

A cegueira da geladeira é uma condição humana que atinge cerca de 75% dos brasileiros, de acordo com a pesquisa. “Hoje, o consumidor é mais consciente sobre sua responsabilidade na cadeia de desperdício e está disposto a mudar, mas precisa de estímulos e ferramentas para isso”, afirma Marina Fernie, vice-presidente da área de alimentos da Unilever no Brasil.

ONU

A Organização das Nações Unidas coloca o Brasil na lista dos dez países que mais desperdiçam comida no mundo.

Diante desse cenário, o “Restaurante Sem Comida” também dará início a uma ação em prol do Programa Mundial de Alimentos (PMA), que trabalha em mais de 80 países para garantir segurança alimentar e nutricional para populações vulneráveis.

Por meio de dois vídeos no Facebook, as pessoas poderão doar um prato de comida ao programa da ONU, basta assistir a um deles até o final, ou aos dois. Automaticamente, ao final do vídeo, a doação é realizada.

O PMA calcula que servir uma refeição nutritiva para uma criança tem um custo de R$ 1,80. Os recursos arrecadados serão destinados ao fortalecimento do programa brasileiro de alimentação escolar, principalmente por meio da capacitação das merendeiras, com impactos para 43 milhões de crianças e adolescentes.

Fruta Imperfeita

O Fruta Imperfeita faz delivery de cestas de frutas e legumes imperfeitos, no formato ou na cor, mas todos saborosos e frescos. Você pode assinar e receber em casa os alimentos por até 30% abaixo do preço regular.

A iniciativa de comercializar frutas “feias” veio justamente para ajudar a combater o desperdício de alimentos e incentivar o consumo consciente.

Em dois anos, a empresa já vendeu mais de 500 toneladas de alimentos com aparência imperfeita, e o número de entregas por semana aumentou 1500%: de 100 cestas por semana em novembro de 2015 para 1.500 em agosto de 2018, em média.

Flor Gentil

O Instituto Flor Gentil recebe as flores que seriam descartadas e utiliza o material para montar novos arranjos que são entregues em casas de repouso, instituições assistenciais e para pessoas de baixa renda.

O trabalho é realizado por meio da mão de obra de 3.200 simpatizantes: desde o recolhimento das flores em galpões de decoradores parceiros, passando pela triagem do material recebido, confecção dos novos arranjos e entrega nas casas de repouso cadastradas no projeto.

Desde 2010, já foram entregues mais de 95 mil arranjos em 60 instituições atendidas.