Os mamíferos marinhos são ótimas referências de como os seres humanos impactam o meio ambiente. Uma pesquisa publicada na, Scientific Reports, revelou que todos os  mamíferos marinhos mortos na costa da Grã-Bretanha haviam ingerido plástico. A maneira incorreta do descarte deste material é altamente prejudicial ao ecossistema marinho.  Grande parte destes objetos são partículas de fibras sintéticas provenientes de roupas, escovas de dente, redes de pesca, e produtos feitos de náilon.

Segundo a análise apesar de não poderem tirar conclusões exatas sobre a morte dos animais, o plástico foi encontrado no interior de todos eles. Pesquisas feitas anteriormente revelam que o grande problema se da por que os animais confundem microplásticos com alimentos, tendo assim um risco maior de morte. O material foi  encontrado em espécies que vão desde pequenos zooplâncton até ictioplânctons, tartarugas, golfinhos e baleia, afirmam os cientistas. Afetando todo biossistema e o ciclo de vida desses animais.

Estabilidade,durabilidade  e resistência a desintegração, fazem com que o plástico seja um dos produtos com maior utilidade ao consumidor final. Sendo assim um dos maiores vilões ambientais pois chega a demora 450 aos para se decompor.

Em menos de 20 anos haverá mais plástico nos oceanos do que peixes se continuarmos desse jeito. Precisamos cuidar de nossos mares e oceanos. O uso de plástico biodegradáveis ajuda mas não resolve este problema. Esta na hora de  você repensar como está  fazendo o uso e descarte deste vilão do meio ambiente.

Fonte: revista Galileu