Algumas das festas de réveillon brasileiras mais badaladas, iniciaram o ano de 2019, mostrando que a sustentabilidade é a onda a ser seguida. Ações inspiradoras que inovaram a maneira de celebrar a chegada do novo ano devem mudar o conceito das principais festas.

Com uma megaestrutura a arena John John montada em Jericoacoara (CE), construiu uma mini usina de reciclagem, e realizou sua temporada de verão sem consumir nenhum recurso natural da cidade e garantindo a destinação correta de 100% dos resíduos. Além disso fortaleceu uma campanha de conscientização que propõe fim do uso dos canudos de plástico. Foram banidos canudinhos e copos de plástico e deram lugar a canudos de papel e copos de fibra de mandioca. A empresa Samba Marketing ao Vivo que organiza a festa em parceria com a prefeitura da cidade, receberam este ano cerca de 5.000 pessoas.

 

Jericoacoara

 

A disputada e tradicional festa do Zé Maria que acontece em Fernando de Noronha (PE), inovou na queima de fogos que ao invés de usar o tradicional rojão, foi transmitida em telões e painéis evitando o impacto da produção e da poluição sonora. A celebração contou também com chuva de serpentina e uma contagem progressiva ao invés de regressiva, para a chegada de 2019.

A Ilha de Fernando de Noronha

Atraindo pessoas do mundo todo a encantadora Caraíva (BA), foi a opção de quem escolheu entrar 2019 em meio a natureza bruta. O réveillon Bar da Praia aconteceu cercado por uma  Área de Preservação Ambiental.  A vila é cercada pelo Monte Pacoal, o Rio Caraíva, o oceano Atlântico e uma reserva indígena de Pataxós. Segundo os idealizadores da Full produções a ideia foi conectar pessoas e preservar o ambiente de um lugar único com palestras, oficinas e debates.

 

 

Que o réveillon de 2019 seja apenas um sinal de que a pegada sustentável e medidas para diminuir o impacto ambiental são o presente e o futuro nessa nova era, da ECOERA.

E você, quais ações pretende mudar este ano!?