Algumas cidades do mundo estão na liderança quando o assunto é sustentabilidade. Essas capitais e seus governantes já entenderam que não existe outro planeta e que precisamos cuidar e consumir nossos recursos de forma consciente. Medidas legais que impactem positivamente estão sendo implantadas e devem servir de inspiração para as outras cidades.

Em 2018  Lisboa, em Portugal, recebeu o título de capital verde européia 2020. Todos os anos uma comissão analisa 40 cidades do Europa, com mais de 100 mil habitantes, que apostem em políticas públicas que preservem o meio ambiente. A cidade teve grande destaque em preservação e eficiência nas áreas de ecologia, políticas de resíduos, sustentabilidade social e energia. Desde o início do ano a administração pública do município vem repensando a maneira de consumir e tomou algumas medidas. Deixou de utilizar plástico e pretende reduzir, em um ano, 25 % o uso de papel e consumíveis. Disponibilizaram 10 milhões de euros por ano para a higiene urbana. A partir de 2020 será proibida a venda de bebidas em copos de plásticos descartáveis. Para representar pontos de sustentabilidade a cidade elegeu três cores: amarelo (energia solar), verde (os jardins e a biodiversidade) e azul (a reutilização da água e a reciclagem).  Em 2050 Lisboa pretende se tornar uma cidade descarbonizada. Por reduzir ou suprir as fontes de energia emissoras de CO2 e outros gases.

Nos EUA a cidade de San Diego, na Califórnia, também adotou medidas que impactem positivamente o meio ambiente.  A Câmara Municipal da cidade americana, aprovou uma portaria que proíbe o uso e a distribuição de isopor dentro dos limites do município. Produtos como caixas de ovos, recipientes de alimentos, refrigeradores, caixas de gelo, brinquedos de piscina ou praia, bóias de ancoragem e marcadores de navegação feitos total ou parcialmente de espuma de poliestireno. A maioria absoluta do conselho garantiu, ao aprovar essa medida, o papel de San Diego como líder nacional em busca de um futuro seguro e sustentável e fez de San Diego a maior cidade da Califórnia para proibir o isopor. Os impactos negativos do isopor são permanentes e ameaçam a saúde dos moradores a cidade, a vida selvagem e as indústrias críticas da região. (Confira mais sobre este assunto)

No Brasil a cidade de Goiânia, capital do estado do Goiás, é a cidade mais arborizada do país, e a segunda maior do mundo segundo censo do IBGE. Com 89,5% de arborização, a cidade é repleta de parques, palmeiras imperiais, flamboyants, ipês, mongubas e outras especies de árvores. Apesar disso a cidade não está na lista de mais sustentáveis do país. Curitiba ,capital do Estado do Paraná, ocupa a posição de “cidade verde” no Brasil. O município investe em projetos de mobilidade e preservação ambiental. Além de ter a melhor qualidade de ar do país, tem uma vasta preservação ambiental com 64 m de área verde por habitante. Na questão transporte público, a capital paranaense é pioneira na criação de seu corredor exclusivo para ônibus, onde circulam veículos biarticulados.

 

Fontes: Fashion for Better, IBGE, Catraca Livre